Outubro Rosa: Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer de Mama

O Outubro Rosa é celebrado no Brasil e no exterior com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre o câncer de mama, a fim de contribuir para a redução da incidência e da mortalidade pela doença.

Vocês sabiam que o câncer de mama ocupa a primeira posição em mortalidade por câncer entre as mulheres no Brasil? O consumo de bebidas alcóolicas, excesso de peso e inatividade física estão relacionadas à incidência.

Início do tratamento do câncer de mama para pacientes que procuram atendimento no SUS está mais ágil

O QUE É CÂNCER DE MAMA?

  O câncer de mama é o crescimento descontrolado de células da mama que adquiriram características anormais. Essas irregularidades podem se desenvolver, principalmente, nas unidades ductais e/ou lobulares (canais e glândulas que auxiliam no processo de produção e condução de leite) e são causadas por uma ou mais mutações no material genético da célula.

No Brasil, o câncer de mama é o principal tipo de câncer que mais afeta a população feminina. A incidência ocupa as taxas mais altas em quase todas as regiões do país, exceto no norte.  A partir da faixa etária acima de 40 anos, os casos são mais comuns. Em 2021, foram estimados 66.280 casos novos, com um risco estimado de 61,61 casos a cada 100 mil mulheres.

No Brasil, em 2020, cerca de oito mil casos de câncer de mama tiveram relação direta com fatores comportamentais como consumo de bebidas alcoólicas, excesso de peso e inatividade física. O número representa 13,1% dos 64 mil casos novos de câncer de mama em mulheres com 30 anos e mais, em todo o país, de acordo com dados do INCA

PRIMEIROS ALERTAS E CUIDADOS

  • Prevenção e mamografia (essa última é indicada anualmente após os 40 anos de idade)
  • Alimentação saudável.
  • Realizar autopalpação das mamas e observar qualquer modificação aparente na região das mamas
  • A presença de pequenos nódulos na região embaixo do braço, axilas e no pescoço.
  • Qualquer sintoma desconfortável e notável sobre pequenas alterações mamárias.

É vital que as mulheres conheçam o seu corpo e estejam atentas para qualquer   mudança que possa representar anormalidade e comprometimento na saúde das mamas. Dessa forma, é possível mais chances para a realização do diagnóstico precoce, fator que aumenta consideravelmente as chances de cura da doença.

Fatores de risco

Não há uma causa única para o câncer de mama. Diversos fatores estão relacionados ao desenvolvimento da doença entre as mulheres, como: envelhecimento, determinantes relacionados à vida reprodutiva da mulher, histórico familiar de câncer de mama, consumo de álcool, excesso de peso, atividade física insuficente e exposição à radiação ionizante.

Quando o câncer de mama é descoberto no início, há mais chances de cura.

Manter hábitos saudáveis é fundamental para a preservação da saúde e qualidade de vida.

Vamos cuidar da nossa saúde todos os dias?

Fontes:

Instituto Nacional do Câncer ( INCA)

Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (IMAMA)

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta

CBDOILKaufen.com