Respire para viver melhor

O ato de respirar é tão natural que nem percebemos o quanto ele mexe com o nosso corpo. E, embora todos já nasçam sabendo respirar, poucos têm ideia que esse processo, tão automático quanto essencial, pode ser uma importante ferramenta para melhorar a qualidade de vida.

A função básica do sistema respiratório é proporcionar a entrada de oxigênio ao organismo e a remoção do gás carbônico através da ventilação pulmonar e outros mecanismos de controle desse sistema. “O oxigênio se move do ar até o sangue venoso e o dióxido de carbono faz o movimento contrário. O pulmão também realiza outras funções. Metaboliza alguns compostos, filtra materiais não desejados da circulação e age como um reservatório para o sangue” (WEST, 2015).

Este trabalho feito pelo sistema respiratório é realizado de modo involuntário, ou seja, não controlamos esta ação. Contudo, é interessante saber que em condições de controle voluntário da respiração, algumas regiões do nosso corpo são ativadas.

Durante a ação respiratória, as células vão se alimentando, vitalizando e sendo desintoxicadas. Uma boa respiração favorece todo nosso corpo, trazendo benefícios para os rins, fígado, pulmão, intestinos, coração e pele. Além disso, melhora a circulação sanguínea e a memória, regenera as células, acalma o corpo e  a mente, reduzindo assim o estresse. (OPAS, 2018)

Então, para isso, devemos prestar atenção em como respirar corretamente. “A respiração correta é fundamental para a saúde. Erros de postura e algumas doenças geram tensões que podem bloquear a respiração. Asma, bronquite, por exemplo, causam obstruções que prejudicam a respiração”. (Respiração – Ministério da Saúde).

Para o trabalhador, a reeducação respiratória, aliada a uma atividade física regular, proporciona um melhor desempenho geral no trabalho. “Tenha uma postura confortável, na qual toda a região posterior da coluna fique apoiada, o que permite um maior alongamento dos músculos envolvidos na respiração. Os pés devem estar encostados no chão, e os ombros relaxados para que os músculos da região da cintura também fiquem relaxados” (Respiração – Ministério da Saúde).  

Depois organize a postura adequadamente, siga os próximos passos:

1) Inspire lentamente pelo nariz, permitindo que o ar passe o pescoço, peitoral e chegue até a região do umbigo.

2) Expire lentamente fazendo com que o percurso que o ar fez para entrar também faça para sair. Permita que o ar seja expelido da região do umbigo, passando pelo peitoral, pescoço, liberando o ar externamente pela região da boca.

Converse com um profissional para que ele possa auxiliá-lo na realização correta  da respiração.

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta

CBDOILKaufen.com