A Importância de Prevenir a Diabetes

Fokus Footwear & Accessories 'Strictly Feet', 103 - 105 Bridge St, Benalla  (2020)

O dia mundial do Combate a Diabetes foi celebrado no dia 14/11, mas estamos trazendo informações sobre a importância da prevenção desta doença, pois cerca de 16 milhões de brasileiros convivem com o diabetes, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

 A Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz.
Mas o que é insulina? É um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. O corpo precisa desse hormônio para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia.

Quando a pessoa tem diabetes, no entanto, o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto – a famosa hiperglicemia. Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

A diabetes tipo 1 surge na infância ou na adolescência e tem origem familiar, não podendo ser prevenida. A diabetes tipo 2, por sua vez, corresponde a mais de 90% dos casos e atinge principalmente pessoas acima dos 45 anos. Ela também apresenta influência genética, mas seu desenvolvimento está intimamente relacionado a fatores como sobrepeso, sedentarismo e alimentação inadequada.

Dessa forma, existem algumas medidas que podem ser adotadas para a prevenção dessa doença, seja reduzindo o risco da diabetes em si ou a velocidade com a qual ela se desenvolve.

1. Alimente-se de forma saudável

Ter uma alimentação equilibrada é um dos pilares da prevenção à diabetes tipo 2. Diferente da crença popular, os cuidados com a dieta vão muito além de apenas evitar os doces, incluindo medidas como:

  • Consumir diariamente alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais, como verduras, legumes e frutas;
  • Dar preferência a fontes de proteínas magras, como aves, peixes e carne vermelha com pouca gordura;
  • Evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em carboidratos processados, como farinha branca, doces e refrigerantes, e dar preferência aos cereais integrais;

Hábitos Saudáveis como medida de Prevenção

Devido a erros alimentares e ao sedentarismo crescente em nossos dias, o diabetes tipo 2 tem se tornado em uma epidemia mundial, trazendo consigo aumento na ocorrência de complicações. Um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2006) constatou que possíveis medidas preventivas têm o maio potencial de prevenção.  “Avaliando os valores absolutos encontrados em cada um dos estudos clínicos, observou-se que a mudança no estilo de vida (dieta e exercícios) parece ser a medida mais eficaz”.

Praticar atividade física e reeducar a alimentação são atitudes que podem fazer toda diferença no controle e prevenção da diabetes. Em primeiro lugar, porque o sobrepeso é um importante fator de risco para a doença. Incorporar atividade física ao dia a dia é altamente recomendado para quem tem e para quem quer se precaver contra a diabetes – praticantes de exercícios têm até 58% menos chance de contraí-la, pois quando gastamos energia, o organismo utiliza o açúcar do sangue com mais velocidade. Desta forma, em vez de ficar na nossa circulação, o açúcar vai sendo gasto durante o treino e até nas 12 horas seguintes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 27% dos casos de diabetes são causados pela falta de atividade física, pois o sedentarismo favorece fatores como obesidade, hipertensão e desequilíbrio no colesterol, que também contribuem para o desenvolvimento dessa doença.

Ter uma alimentação equilibrada é um dos pilares da prevenção à diabetes tipo 2. Diferente da crença popular, os cuidados com a dieta vão muito além de apenas evitar os doces, incluindo medidas como:

  • Consumir diariamente alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais, como verduras, legumes e frutas;
  • Dar preferência a fontes de proteínas magras, como aves, peixes e carne vermelha com pouca gordura;
  • Evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em carboidratos processados, como farinha branca, doces e refrigerantes, e dar preferência aos cereais integrais.

Recomenda-se consultar um nutricionista para a prescrição correta de uma alimentação balanceada.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Diabetes

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Colégio Americano de Medicina do Esporte

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta

CBDOILKaufen.com