Câncer de Próstata: hábitos saudáveis ajudam na prevenção

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), manter hábitos saudáveis é a melhor forma de evitar a doença. Uma alimentação balanceada com frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, aliada à uma ingestão menor de gordura, ajudam a diminuir o risco de câncer. Da mesma forma, fazer uma atividade física ao menos 30 minutos por dia, manter o peso adequado à altura (já que estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal elevado), diminuir o consumo de álcool e não fumar, são algumas das recomendações que ajudam a prevenir contra essa e outras doenças. “Essas dicas não vão impedir que uma pessoa tenha câncer de próstata, mas ajudam a diminuir os riscos de se adquirir a doença”, explica o chefe do serviço de Urologia do INCA, Franz Campos.

Neste mês de novembro daremos uma atenção especial para a saúde do homem, e nesta semana, estamos trazendo informações sobre a importância de adotar hábitos mais saudáveis para uma vida com mais saúde e preventiva.

Recentes artigos publicados no jornal oficial da Associação Europeia de Urologia sugerem que alimentação, peso e a prática de exercícios físicos estão intimamente ligados à saúde da próstata. Os estudos indicam que uma dieta saudável e um estilo de vida ativo podem beneficiar os homens que querem prevenir-se contra o surgimento do câncer de próstata ou aqueles que já foram diagnosticados com esse problema.

Segundo o urologista Humberto Elias Lopes, inúmeros fatores podem aumentar o risco de desenvolver câncer de próstata, como idade avançada, histórico familiar de ocorrência da doença e hábitos alimentares. “Sabemos que não é possível controlar ou alterar os dois primeiros fatores, entretanto a decisão sobre uma correta alimentação depende unicamente da vontade de cada um”, ressalta o médico especialista.

Proteção através de uma alimentação balanceada

A ligação entre o surgimento do câncer de próstata com a má alimentação foi observada nas pesquisas após analisar os hábitos alimentares de homens do ocidente e oriente. Este ponto de vista é suportado pelo fato de que a taxa de incidência do câncer de próstata eleva-se a medida que mais pessoas adotam os hábitos de alimentação do mundo ocidental. Durante os últimos 50 anos, a dieta ocidental incluiu cada vez menos frutas e vegetais e uma maior ingestão de gorduras saturadas e carnes. Estas alterações alimentares aumentam o risco de que homens desenvolvam câncer de próstata ao longo dos anos.

O peso saudável

Entretanto, não será eficaz apenas acrescentar verduras e legumes em sua dieta para sentir-se protegido quanto à doença. Apesar de ainda não se ter uma total compreensão de como a obesidade afeta o risco de desenvolver câncer de próstata, os estudos apontaram que ela pode estar associada a uma elevação da agressividade ou do avanço da doença. Nas pessoas que tenham sido diagnosticadas com câncer de próstata, manter o peso saudável pode aumentar a probabilidade de que o tratamento seja bem-sucedido.

Estilo de vida ativo

Em todo o mundo, o risco de câncer de próstata aumenta consideravelmente depois de 40 anos de idade. As taxas de incidência entre os homens com mais de 65 anos de idade são superiores as dos homens com menos de 40 anos de idade. O estudo relaciona também esta faixa etária propensa ao fato de que o nível de atividade física entre os homens mais velhos é consideravelmente mais baixo do que os homens mais jovens.

Para ter uma vida ativa e saudável a recomendação é de incluir 30 minutos de exercícios físicos como parte da rotina. Os periódicos publicados indicam que a atividade física ajuda a reduzir o risco de desenvolver um tipo mais agressivo do câncer de próstata.

Além disso, determinadas terapias para o tratamento do câncer de próstata apresentam, como efeito colateral, o aumento do peso e a redução da resistência dos ossos (osteoporose).

Exercícios regulares podem manter a pessoa rígida e com melhor equilíbrio, reduzindo o risco de quedas e possíveis fraturas.

É importante ressaltar também que a melhora da alimentação, a manutenção de um peso recomendado e a prática de exercícios regulares traz outras consequências benéficas para a saúde, como redução do risco de doenças cardiovasculares e da diabete.

Entretanto, todo este cuidado com o estilo de vida não diminui a importância do exame preventivo regular através do toque retal e exame laboratorial denominado PSA (antígeno prostático específico), maneiras eficazes de detectar e tratar precocemente o câncer de próstata. Segundo o urologista Humberto Lopes, se diagnosticado no início, as chances de cura são de 80% a 90%; se detectado em estágio avançado, essas chances diminuem para 10% a 20%. A melhor fórmula para prevenção é simples, mas não é mágica: adote hábitos de vida saudáveis e deixe de lado suas dúvidas e preconceitos, procurando regularmente seu urologista.

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta

CBDOILKaufen.com