Cefaleia Funcional

Vocês já ouviram falar em cefaleia tensional ou já passaram por isto alguma vez?

 A cefaleia tensional é um tipo de dor de cabeça que faz com que o paciente sinta um incômodo de leve a moderado, a pessoa sente como se tivesse uma faixa apertada ao redor de sua cabeça e pescoço, causando o incômodo da dor de cabeça. Vocês sabiam que isto pode estar associado a postura no trabalho?

Segundo O Dr. Alain Haggiag, criador do tratamento LIVA ( o tratamento para dores da cabeça, da face e das ATMs causadas pelo bruxismo de vigília),  há dois tipos de cefaleia tensional: a episódica e a crônica, leia a seguir:

cefaleia episódica está associada a um episódio de estresse. Normalmente, ela apresenta dor de cabeça moderada, autolimitada e que pode ser sanada com medicamentos.

Por sua vez, a cefaleia crônica pode se repetir diariamente, estando relacionada à musculatura contraída da região cervical e das têmporas. Nessa situação, a dor de cabeça é occipitofrontal e bilateral.

Descobrir o que está desencadeando a cefaleia tensional ajuda a encontrar o tratamento adequado para o seu caso.

Principais causas da cefaleia de tensão:

1. Estresse e ansiedade

Viver uma rotina acelerada e com frequentes conflitos pode gerar estresse crônico e crises de ansiedade, o que faz com que haja a contração dos músculos do pescoço e das têmporas do indivíduo. Com isso, você tem a sensação de que a sua cabeça está sendo comprimida.

2. Bruxismo de vigília

Basicamente, o bruxismo de vigília consiste no hábito de tensionar a mandíbula de maneira inconsciente ao longo do dia. Isso pode fazer com que você sinta dor na face.

3. Má postura

Qualquer atividade em que a cabeça permaneça na mesma posição, sem se mover por um longo período pode acarretar a cefaleia tensional. Entre elas estão postura inadequada em frente ao computador, ficar com a cabeça abaixada para visualizar o celular ou dormir em uma posição anormal.

Quais são os tratamentos indicados para a cefaleia tensional? 

O diagnóstico da cefaleia tensional é feito a partir da descrição dos sintomas, com exame neurológico e com a eletromiografia (exame que detecta a atividade anormal dos músculos da face).

Em uma palpação manual da musculatura pericraniana, o paciente pode demonstrar aumento da sensibilidade no local, por exemplo. Uma vez feito o diagnóstico, o especialista em dor orofacial vai indicar o melhor tratamento.

Mudanças no estilo de vida

O estilo de vida que a pessoa costuma levar se reflete no seu corpo. Como você viu, o estresse é uma das causas da cefaleia tensional. Sendo assim, é imprescindível repensar os seus hábitos e torná-los mais saudáveis.

Procure dormir oito horas por dia, ter uma alimentação equilibrada, bem praticar atividade física, realizar pausas no trabalho e alongar como evitar situações estressantes.

Se os sintomas persistirem mesmo assim, é essencial buscar ajuda médica para descobrir qual é a raiz do problema e, tratá-lo de forma apropriada.

Fonte:

https://livasaude.com.br/cafelia-tensional-causas-sintomas-tratamento/

https://www.rededorsaoluiz.com.br/doencas/cefaleia-tensional

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta

CBDOILKaufen.com