Janeiro Branco

O começo do ano é uma oportunidade para colocar em pauta um assunto importante e muitas vezes negligenciado: a saúde mental. Esse é o objetivo do Janeiro branco — ação que segue os moldes do Outubro rosa e do Novembro azul — mas com foco na promoção da saúde emocional da população.

Devido à relevância da questão, esse é um movimento que pode e deve ser levado para o ambiente corporativo, com a implementação de ações voltadas para o bem-estar psicológico dos colaboradores.

Janeiro Branco

O que é janeiro branco?

Janeiro branco é uma campanha que nasceu em 2014 por iniciativa de um grupo de psicólogos da cidade de Uberlândia, MG, que passou a abordar indivíduos na rua e a realizar palestras alertando sobre o tema. O objetivo é que as pessoas voltem seu olhar para as questões subjetivas do ser humano, de modo a promover uma cultura de saúde mental.

É, portanto, uma maneira de investir em psicoeducação, para que a população passe a ter consciência de suas emoções e saiba como identificar os problemas psicológicos, de forma a se prevenir e evitar que se tornem algo mais grave no futuro. Assim, as pessoas deixam de encarar o tema de saúde mental como tabu e também passam a procurar ajuda, como as terapias, se necessário.

Qual é a importância dessa campanha no contexto empresarial?

Quando se fala em problemas de saúde mental não tem como não destacar a influência do trabalho nisso. Segundo uma pesquisa da Isma-Br, representante local da International Stress Management Association, 90% dos brasileiros apresentam sinais de ansiedade, dos mais brandos aos considerados incapacitantes. Outro estudo da mesma entidade aponta ainda que 70% da população economicamente ativa brasileira sofre com o excesso de estresse.

Nesse sentido, é fundamental que as empresas se engajem no Janeiro branco, trazendo à tona a questão da saúde mental no ambiente corporativo. A campanha serve para alertar ainda sobre as consequências que problemas como ansiedade, estresse e depressão têm na rotina dos colaboradores e, consequentemente, na produtividade e resultados das organizações.

No entanto, é importante ter em mente que a preocupação com o bem-estar dos funcionários não deve ser apenas em janeiro em virtude dessa iniciativa, e sim um compromisso permanente da empresa.

Por que promover a saúde mental dos colaboradores?

Para que uma empresa alcance bons resultados, é imprescindível contar com colaboradores engajados e saudáveis. Assim, há um aumento da produtividade e redução das faltas e do absenteísmo. Todavia, os números mostram que não é isso o que ocorre em muitas organizações, visto que os transtornos mentais são uma realidade presente no trabalho. De acordo com a Previdência Social, a depressão foi a décima maior causa de mais afastamentos em 2017, o que gerou mais de 43 mil auxílios-doença.

Dessa forma, é evidente que não dá para cruzar os braços diante de uma questão tão delicada como essa. As empresas devem buscar estratégias para promover a saúde de suas equipes por meio de programas focados nas condições reais de seus colaboradores. Ou seja, não adianta instituir medidas de cunho geral e sem nenhum planejamento, pois o gestor apenas tem um custo a mais no orçamento e não consegue atender, de fato, às necessidades da sua equipe.

A Corpo em Ação preparou um mix de atividades para promoção da saúde mental dos seus colaboradores. Quer saber mais? Entre em contato conosco.

Teremos a imensa alegria em contribuir para que o ano de 2021 seja repleto de muita saúde para todos vocês!

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta

CBDOILKaufen.com