Novembro Azul – Vamos prevenir o Câncer de Próstata

Novembro é o mês em que os cuidados com a saúde do homem ficam em evidência devido a campanha do Ministério da Saúde, o NOVEMBRO AZUL. A campanha do governo federal tem como objetivo promover a prevenção do câncer de próstata, que atualmente é a uma das maiores causas de morte entre os homens. O Ministério da Saúde afirma que as estimativas apontam 68.220 novos casos em 2018. Esses valores correspondem a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens, além de ser a segunda causa de morte por câncer em homens no Brasil, com mais de 14 mil óbitos. Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Apesar deste dado é importante ressaltar que os exames preventivos devem iniciar a partir dos 40 anos.

A próstata é uma glândula presente apenas nos homens, localizada na frente do reto, abaixo da bexiga, envolvendo a parte superior da uretra (canal por onde passa a urina). A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual. Em homens jovens, a próstata possui o tamanho de uma ameixa, mas seu tamanho aumenta com o avançar da idade.

Fatores de risco:

Idade: o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.

Histórico de câncer na família: homens cujo pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, fazem parte do grupo de risco.

Sobrepeso e obesidade: estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal mais elevado.

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. Quando alguns deles vêm à tona, cerca de 95% dos tumores encontram-se em fase avançada. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), cerca de 20% dos pacientes portadores de câncer de próstata ainda são diagnósticos em estágios avançados, embora tenha ocorrido uma maior procura nas últimas décadas devido à divulgação e conscientização na população masculina. Isso porque ainda existe muito preconceito em relação ao exame de toque retal, o exame de sangue sozinho muitas vezes não prevê um diagnóstico com 100% de acerto, a combinação do exame de toque e do antígeno prostático específico (PSA). O Exame de toque não interfere em nada na masculinidade do homem, os dois exames juntos conseguem comprovar com 80% de eficácia as neoplasias da próstata.

A prevenção é o melhor caminho, fique atento aos seguintes sintomas, caso perceba o surgimento de algum deles procure um médico urologista ou a unidade de saúde mais próxima:

  • Vontade constante de urinar
  • Dores ao urinar
  • Presença de sangue na urina e/ou no sêmen
  • Dores ósseas

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta