A importância de fortalecer o Manguito Rotador

Vocês já ouviram falar em Manguito Rotator? O Manguito Rotador é um conjunto de músculos e tendões que ficam localizados na região do úmero (osso do braço). Os músculos   se prendem na  escapula (osso das costas),  e a função do Manguito   é  estabilizar os movimentos do ombro. O Manguito Rotador é formado por quatro músculos: supraespinhal, infraespinhal, redondo menor, subescapular. Estes músculos permitem movimentos como: arremessar, nadar e girar os ombros, ou seja, todo e qualquer movimento onde os braços estão suspensos acima da cabeça.

            

Por ser responsável pela maioria dos movimentos do braço, o Manguito Rotador é uma das regiões mais afetadas por doenças musculoesqueléticas e de esforço repetitivo. O número de afastamentos do trabalho  estão cada vez mais elevados, e em alguns casos o afastamento pode levar, inclusive, a uma aposentadoria precoce. As enfermidades  não são exclusivas do uso excessivo da estrutura, outros fatores tais como envelhecimento, tabagismo, obesidade e distúrbios metabólicos como a diabetes, processos inflamatórios, fraturas e luxações do ombro.

O sedentarismo, posturas ocupacionais inadequadas e treinamentos sem orientação,  podem provocar alterações nos padrões de flexibilidade, força e estabilidade do Manguito Rotador. Estas alterações musculoesqueléticas podem levar a uma série doenças como: Bursite, Capsulite Adesiva, Tendinite Calsificante, Síndrome de TUBS, Síndrome do Pinçamento, entre outras. Por isso é de suma importância fortalecer esta estrutura para prevenir doenças como as citadas acima.

Conforme a Professora da Corpo em Ação Renata Bernardini (CREF 027687-G/RS) “por ser um grupamento de músculos não aparente, a maioria dos praticantes de musculação não o exercitam porque esteticamente “não há retorno”. Porém, o risco de lesão é aumentado devido as altas cargas e baixo fortalecimento da estrutura muscular”.

É fundamental  fortalecer o Manguito Rotador, principalmente para as atividades laborais (trabalho). É possível incluir uma série de exercícios e alongamentos eficientes através da ginastica laboral,  sob orientação de um profissional de educação física,   garantindo assim, a prevenção de lesões na região.

Busque sempre orientação médica ao menor sinal de dor ou desconforto na região do ombro e braço, quanto mais precoce o diagnóstico de alguma patologia, maiores serão  as chances de recuperação. Não realize exercícios sem orientação de um profissional de educação física, execuções de exercícios errados podem lhe custar lesões gravíssimas e em alguns casos irreversíveis.

Sobre o Autor

Morgana Lovato Cantarelli administrator

Proprietária da Empresa Corpo em Ação , educadora física formada no IPA (1991), especializada em pedagogia do treinamento desportivo, especializada em pilates, palestrante, professora de massoterapia e Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta