Categoria Sem categoria

A crise do COVID-19 nos obrigou a reinventar a forma como trabalhamos, estudamos, fazemos compras e até como nos relacionamos, sem falar também, das formas de entretenimento durante o isolamento social. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) “um bem-estar físico, mental e social não é apenas ausência de doença”. O lazer e a diversão previnem o stress físico, mental e psicológico. A Corpo em Ação preparou algumas dicas para vocês, afinal de contas, diversão ajuda a levar a quarentena de um jeito mais leve, certo?

Crises de ansiedade, stress elevado e até insônia podem ser percebidos durante esse intenso distanciamento social. A diversão e o lazer podem te ajudar a reduzir esses sintomas. De uma forma ou de outra, é possível se divertir sem sair de casa. Fizemos uma seleção das melhores ideias para aproveitar esses dias e cuidar do corpo, da mente e da alma.

1ª) Redecorar a Casa

Você mesmo pode colocar a “mão na massa” para pintar as paredes, trocar o papel de parede do quarto das crianças ou repaginar o banheiro ou a cozinha. São ótimas opções de coisas para fazer na quarentena e se distrair.

2ª) Brincadeiras com as Crianças

 As crianças podem ficar muito entediadas em casa. Elas podem até gostar de assistir desenho ou jogar vídeo game, mas além de não ser nada saudável ficar o dia inteiro na frente da TV, elas vão enjoar muito rápido. Então quanto mais atividades para entreter as crianças em casa, melhor; desenhar, pintar e colorir. Jogos de tabuleiro, quebra cabeça, pular corda, esconde-esconde, mímica, adivinhar nomes de filmes, participação nas aulas de ginastica. Que tal levar a criançada para a cozinha e ensiná-los a preparar um bolo gostoso e saudável?

3ª) Movimente o Corpo

Exercitar o corpo vai te trazer energia e deixar o cérebro mais ativo. É uma boa maneira de distração em casa. Muitas redes de academias e profissionais da área estão disponibilizando sua expertise em conteúdo na internet. São aulas divertidas e que utilizam pouco ou nenhum equipamento.

4ª) Colocar a Leitura em Dia

A leitura tem o poder de te transportar para outra realidade, já diziam os amantes dessa arte. Como forma de lazer no isolamento social, você pode compartilhar as experiências de leitura com seus amigos (de forma virtual). De forma gratuita, todos podem ter acesso ao livro. Basta escolher algum dos milhares que foram disponibilizados gratuitamente nesse período de COVID-19. A  Amazon e a Companhia das Letras lideram essa campanha e possuem um vasto acervo de e-books gratuitos.

5ª) Diversão na Cozinha

Há quem diga que a cozinhar é uma terapia. Se você se identifica com essas pessoas ou procura experimentar, essa é uma deliciosa alternativa. Inclusive, é uma oportunidade de juntar a família para essa atividade de lazer na quarentena. Chefes brasileiros estão dedicados em utilizar o tempo de isolamento social para oferecer dicas e receitas. Rita Lobo – Plataforma própria com vídeo Bela Gil – Lives no Instagram Ricardo Toscani – Lives no Instagram.

6ª) Cuide da Mente

 Meditar tem muito mais relação com se concentrar em si mesmo e se desconectar do mundo exterior. Inclui o esvaziar dos pensamentos por alguns instantes. É uma ótima oportunidade de relaxamento e lazer durante o isolamento social. Profissionais da área criaram conteúdos exclusivos para esse período de tensão. Os materiais contam com aulas para iniciantes também. Confira: Beth Pedote – Lives no Instagram, Adriana Camargo – Lives no Instagram, Yoga para todos – Lives no Instagram.

7ª) Música, TV, Streaming 

Organizar aquela playlist de músicas preferidas é uma ótima opção para acalmar a mente.

Assistir TV e Streaming é uma das atividades mais procuradas, series, filmes preferidos e transmissões ao vivo. Mas cuidado para não permanecer por muito tempo sentado, organize a sua rotina para diversificar as atividades e preservar a sua saúde física e mental.

No entanto pessoal, o mais importante de tudo é livrar-se da pressão!  Encare as atividades como possibilidades e não como obrigações. Seja como for, apenas encontre o que te faça se sentir melhor. Busque a sua forma de diversão na quarentena.

Hoje é o dia do desafio pessoal!

Que tal desafiar o corpo de vocês?

Vamos dançar?

Durante 15 minutos, coloque aquela música que vocês mais gostam ou escolham um ritmo diferente e mexam-se! 

Levantem-se do sofá, convidem as pessoas que moram com vocês, pode ser o pet também ou mesmo sozinho. O importante é desafiar o corpo.

Ahh mas quinze minutos de dança é muito pra mim! Que nada, diminua a intensidade, dancem no ritmo de vocês. Mas, se quinze minutos é muito pouco, então, aumente a intensidade, acelera o ritmo.

A dança traz muitos benefícios para o corpo e a mente:

–  Aumenta a frequência cardíaca, melhorando a circulação do sangue;
–  Melhora a capacidade respiratória;
– Fortalece a musculatura;
– Melhora a autoestima e o humor;
– Combate a depressão;
– Favorece a perda de calorias;
– Estimula o cérebro;
– Alivia o stress da quarentena.

VAMOS LÁ!

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019), o problema mais comum entre os brasileiros é a dor nas costas, que atinge mais de 16% da população ativa, e é a doença crônica que mais causa afastamento no trabalho. Segundo os dados, oito em cada dez brasileiros vão ter dor nas costas ao longo da vidaImaginem neste período de quarentena, onde os hábitos de vida da grande maioria das pessoas sofreram mudanças, e com isso, houve a grande necessidade de adaptação.

Nós, da Corpo em Ação, preparamos algumas dicas para a melhora da   qualidade de vida de todos vocês neste período de quarentena.

Lombalgia está relacionado a dor nas costas localizada na região lombar, próxima à bacia, em geral provocada por má postura, excesso de peso, sedentarismo, carregar peso de forma incorreta ou problemas decorrentes da rotina agitada. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), 85% da população sofrem ou ainda vão sofrer desse mal. Há outros gatilhos possíveis como gravidez, estresse e doenças como artrite, osteoartrose da coluna e osteofitose (bico de papagaio). Algumas vezes, o incômodo se irradia para as pernas com ou sem dormência.

A dor na região lombar causa um desconforto enorme, e pode levar a outros problemas como ansiedade e mau humor. E neste período de pandemia, o melhor remédio é a prevenção. É preciso adotar uma rotina de exercícios funcionais e ficar atento ainda com a cadeira que o profissional está trabalhando.

Confira algumas dicas para prevenir a dor lombar durante o período de home office:

  • Praticar exercícios regulares de alongamentos para a coluna;
  • Praticar exercícios de fortalecimento principalmente para abdômen e costas;
  • Evitar ficar muito tempo na mesma posição (sentado ou em pé); a recomendação é levantar a cada hora;
  • A postura ideal é colocar as pernas paralelas à cadeira – flexionar os joelhos em um ângulo de 90 graus e apoiar bem os pés no chão; assim como flexionar os braços em um ângulo de 90 graus também, e apoiá-los sobre a mesa.
  • Importante deixar a coluna e o pescoço eretos, utilize sempre o encosto da cadeira para apoiar a sua coluna lombar. Ajustar a altura do monitor para que a parte superior da tela permaneça na altura da linha visual. Se usar notebook, a dica é improvisar livros embaixo dele para que fique na linha dos olhos. Se possível, utilize um teclado e um mouse separado para posicionar corretamente os braços em um ângulo de 90 graus.
  • Evitar permanecer deitado por muito tempo durante o dia e adote sempre uma mesa para o trabalho em home office.

O isolamento social pode elevar os níveis de ansiedade e piorar a qualidade do sono. Todos esses fatores também contribuem para o surgimento ou persistência da dor lombar, por isso, procure sempre melhorar a sua consciência corporal e busque o equilíbrio emocional em tudo aquilo que for realizar.

Passar muito tempo sentado em período de quarentena e não se movimentar, pode ter efeitos negativos para a saúde, qualidade de vida e bem-estar. O estresse emocional também pode abalar a nossa saúde metal.

A atividade física promove o fortalecimento do sistema imunológico e ajuda a  manter a calma neste período.

Um estudo publicado no Intenational Journal of Clinical and Health Psychology, comprovou que o exercício físico é um modo eficaz de melhorar o humor e reduzir o estresse. Quando nos exercitamos, aliviamos as tensões, frustrações e canalizamos toda a energia para o lado positivo. Além disso, há a liberação de substâncias químicas no cérebro que induzem sensações de bem-estar e tranquilidade. Esse efeito antidepressivo que o exercício possui pode ser generalizado para todos os tipos de atividades físicas.

A OMS recomenda, pelo menos 150 minutos de atividade física moderada por semana.

Podemos nos manter fisicamente ativo mesmo em casa, confira:

  1. Levante-se e caminhe por 5 minutos a cada 30 minutos sentado trabalhando ou assistindo tv;
  2. Sente-se no sofá ou cadeira apenas quando se sentir cansado;
  3. Evite utilizar o elevador;
  4. Brinque com as crianças ou pets;
  5. Realize tarefas de casa;
  6. Caminhe. Mesmo dentro de casa ou no quintal. As escadas são ótimas opções para se exercitar;
  7. Inicie um programa de exercícios em casa. Existe opção online, mas certifique-se que foram elaborados por profissionais capacitados;
  8. Se você não está habituado a se exercitar, inicie com um programa leve, e aos poucos, progrida respeitando as suas limitações.

Além disso, mantenha uma alimentação equilibrada! Prefira os alimentos naturais. Dormir bem também é importante para a manutenção da nossa saúde e qualidade de vida.

Mediante a emergência da atual Pandemia associada ao Coronavirus, diversas medidas governamentais tem sido implementada na tentativa de controle da disseminação do vírus. A quarentena é a principal delas, onde o distanciamento social se faz necessário para a preservação da saúde de todos. Mas, como as pessoas estão reagindo a tudo isso? Quais os efeitos psicológicos à mudança da rotina?

Todos nós fomos obrigados a conviver com a nova realidade nos tempos atuais, mas o distanciamento social, para controlar a disseminação do Coronavírus, tem gerado uma explosão de sentimentos como medo da doença, angustia ansiedade, tristeza, incertezas sobre o amanhã, dificuldades financeiras entre outras.  Mas como lidar com todos estes sentimentos e preservar a nossa saúde emocional?

Segundo Giuliana Chiapin, mestre em saúde mental e desenvolvimento infantil pela Tavistock Clinic/Londres, as severas imposições exigem que as pessoas se repensem e invertam a lógica do “eu versus o todo” para “eu dentro do todo”. É um exercício de pensar mais no coletivo do que no singular. O momento exige um novo olhar perante a realidade e a compreensão de que o coletivo pode ser uma forma de suavizar este período.

Algumas pessoas estão se saindo muito bem quando o assunto é coletividade: cantar e praticar atividade física na sacada da sua residência, fazer uso do seu humor através de piadas e memes, alguns preferem escrever e compartilhar suas ideias nas redes sociais, aliás, as lives se tornaram as queridinhas nas redes sociais, as pessoas estão interagindo e encontrando uma forma sadia e produtiva de compartilhar seus conhecimentos e sentimentos.

Segundo o Psicanalista Mário Corso, “a melhor coisa é conseguir se manter conectado. A angústia se aproveita muito da solidão. Vai ser um bom momento para as redes sociais, ali saberemos que não estamos sofrendo sozinhos. A gente está digitalmente preparada para ficar perto estando longe. Esses laços nos afastam do desespero.” A solidão é uma porta aberta para a depressão, e logo o adoecimento.

O coronavírus nos relembra a importância do social, de sermos solidários, pensarmos mais no planeta. O capitalismo tornou o mundo mais competitivo e egocêntrico. É o momento para refletirmos e repensarmos nossos valores.

Dicas úteis:

  • Cuide do seu corpo: tente praticar exercícios, com os devidos cuidados, e se alimente bem. Corpo são, mente sã.
  • Faça coisas de que gosta. Curta sua família, leia um livro, ouça música… Torne seu tempo livre um momento de bem-estar. 
  • Tente criar uma rotina. Isso ajudará a tornar os dias mais organizados e, na medida do possível, tranquilos. 
  • Conecte-se com as pessoas. O celular e as redes sociais são aliados. 

 Procure informação precisa e científica por parte de quem estudou para nos proteger. Não multiplique boatos e mensagens falsas. Converse com pessoas confiáveis ou profissionais da saúde para partilhar suas angústias.

Über uns | Sport- und Sozialverein Berlin 2019

Vocês sabem o que é Síndrome Tensional Cervical?

Neste período de quarentena onde a maioria das pessoas estão trabalhando em home office, a ergonomia e os cuidados com a saúde da coluna é fundamental. 

Muitas pessoas se queixam de dores no pescoço (região cervical) e ombros, fraqueza muscular, diminuição de força e formigamento, assim como surgimento de contraturas e nódulos dolorosos.

A Síndrome Tensional Cervical é uma desordem orgânica e funcional, provocada pelo trabalho repetitivo, aumento da carga muscular estática, posto de trabalho e postura corporais inadequados; cabeça e membros superiores posicionados de forma errada durante uma determinada atividade. (BITTAR et al., 1998; GOUDY; McLEAN, 2006; JOHNSTON et al., 2008).

Principais queixas:

As queixas principais são as constantes dores no pescoço (região cervical) e ombro, fraqueza e fadiga muscular, parestesia (diminuição de força por formigamento). Há um aumento da sensibilidade muscular, contraturas com a presença de nódulos dolorosos, assim como dores na palpação na região cervical e no músculo trapézio (principalmente fibras superiores). Nestes casos, pode haver limitação dos movimentos e diminuição da lordose cervical (curvatura fisiológica).

Quais as causas da STC?

A posição inadequada da cabeça para o trabalho com computadores e o uso dos smarthones. Permanecer por períodos prolongados com o pescoço flexionado e ombros elevados gera compressão dos tecidos musculares e surgimento de dores a médio e longo prazo. Estudos também apontam que fatores psicossociais desfavoráveis criam uma carga mental associada às reações fisiológicas e/ou psicológicas.

Como Prevenir a Síndrome Tensional Cervical:

  • Manter sempre a coluna ereta;
  • Para trabalhar na frente do computador, mantenha a parte superior do monitor ao nível dos olhos.
  • Ao dirigir, descansar a cabeça no encosto do banco;
  • Dormir de lado, com os joelhos flexionados formando um ângulo de 90º com o corpo, travesseiro baixo e, de preferência, um travesseiro entre as pernas;
  • Agachar para apanhar um objeto no chão, principalmente se for pesado, em vez de simplesmente curvar a coluna;
  • Evitar movimentos bruscos com o pescoço;
  • Praticar exercícios físicos leves

Exercícios para prevenir a Síndrome Tensional Cervical:

  1. Incline seu pescoço de lado como se quisesse apoiá-lo no ombro direito, lentamente. Fique nessa posição durante um minuto. Depois, faça o mesmo exercício para o outro lado.
  2. Tente apoiar seu queixo no peito, esticando a nuca e mantenha-se nesta posição por um minuto.
  3. Respire fundo e leve a cabeça para trás. Mantenha-se nessa posição por um minuto.

O dia mundial para o combate e prevenção da hipertensão seria celebrado no dia 26 de abril deste ano. Porém, segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), esta data foi alterada para 17 de outubro devido à Pandemia de COVID-19. Mas, a Corpo em Ação, neste momento de Pandemia, percebeu a importância de alertar a todos sobre a prevenção, principalmente neste período de quarentena, onde os hábitos de vida saudável merecem atenção, já que no Brasil, 388 pessoas morrem por dia por causa da hipertensão (SBH).

O que é hipertensão?

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença crônica caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias. Ela acontece quando os valores das pressões máxima e mínima são iguais ou ultrapassam os 140/90 mmHg (ou 14 por 9). A pressão alta faz com que o coração tenha que exercer um esforço maior do que o normal para fazer com que o sangue seja distribuído corretamente no corpo.  A pressão alta é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidente vascular cerebral, enfarte, aneurisma arterial e insuficiência renal e cardíaca. 

Conforme Organização Mundial da Saúde (OMS), o problema é herdado dos pais em 90% dos casos, mas há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial, como os hábitos de vida do indivíduo:

  • Fumo
  • Consumo de bebidas alcoólicas
  • Obesidade
  • Estresse
  • Elevado consumo de sal
  • Níveis altos de colesterol
  • Falta de atividade física

Prevenção:

Além dos medicamentos disponíveis atualmente, é imprescindível adotar um estilo de vida saudável, segundo OMS:

  • Manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares;
  • Não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos;
  • Praticar atividade física regular;
  • Aproveitar momentos de lazer;
  • Abandonar o fumo;
  • Moderar o consumo de álcool;
  • Evitar alimentos gordurosos;
  • Controlar o diabetes;
  • Exames de saúde rotineiros pelo menos uma vez no ano.

Sintomas da Pressão Alta:

A hipertensão é uma doença silenciosa e os sintomas costumam aparecer somente quando a pressão sobe muito: podem ocorrer dores no peito, dor de cabeça, tonturas, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal. Aferir a pressão regularmente é a única maneira de diagnosticar a hipertensão.

Coronavirus e Pressão Arterial:

Devido a Pandemia do Coronavirus, o isolamento social foi imprescindível para combatermos a proliferação do vírus. Porém, sentimentos de angustia, medo, ansiedade, problemas como desemprego, dificuldade financeira e o modo de reagir com todas estas mudanças, poderão gerar o aumento do stress nas pessoas, e com isso, a possibilidade do adoecimento e a alteração da pressão arterial.

A Drª Marilda Emmanuel, Lipp (Instituto de Psicologia e Controle do Stress), tem duas dicas pra vocês:

1ª) Relaxamento: quando relaxamos, o nosso corpo e mente tem a chance de se livrarem das tensões acumuladas, de se prepararem para novos desafios. Todo ser humano precisa de pelo menos meia hora por dia para relaxar e se desligar dos problemas. Não há formula mágica para relaxarmos. Alguns gostam de música, outros de bate papo, outros de TV. O que importa é você se desligar dos problemas por alguns minutos.

2ª) Estabilidade emocional: Tente pensar de modo positivo, vendo o lado bom das coisas. Se algo o incomoda, tente falar sobre o assunto. Se alguém o magoar, converse com a pessoa de modo calmo sobre seus sentimentos.

Lembrem-se pessoal: o melhor modo de manter sua pressão sob controle é, além de tomar os medicamentos (receitados pelo médico, se for o caso), é ter uma boa qualidade de vida. Para tanto, é necessário ter bons hábitos de vida no dia-a-dia e encontrar o equilíbrio em tudo o que for fazer.

Estamos vivendo momentos desafiadores; o novo coronavírus provocou uma pandemia que forçou negócios a se reinventar e funcionários a adotar o trabalho remoto e uma rotina cheia de cuidados e desafios.

Tempos incertos provocam sentimentos de medo e ansiedade. O trabalho remoto distanciou as pessoas. Hoje, viver no isolamento se tornou realidade e necessidade.

Segundo Christine Fruechte, fundadora da agência criativa Colle McVoy e responsável por 240 funcionários que estão trabalhando remotamente, “a empatia é a sua mais nova responsabilidade. Manter o moral e promover o bem-estar dos seus funcionários é a função mais essencial”.

A revista americana Fast Company, listou algumas atitudes para as empresas adotarem neste período de quarentena.

Mantenha a moral da equipe de trabalho:

É importante que os funcionários continuem se sentindo em uma comunidade, mesmo separados pelo trabalho remoto. Criar um chat onde eles possam compartilhar melhores práticas de trabalho, mas que também ofereça canais divertidos. Os funcionários podem fazer happy hours virtuais ou compartilhar dicas de exercícios e de livros, por exemplos.

Valorize todos os funcionários:

Valorizar tanto os funcionários que estão na linha de frente, como vendedores ou operadores de equipamentos e funcionários administrativos. Todos exercem papeis importantes, tanto quem traz resultados quanto quem apoia esses performadores.

Lembre a equipe de ajuda própria ou externa:


Ressalte aos seus funcionários tanto benefícios que sua empresa dá a eles quanto programas deajuda externa. Por exemplo, parceria com plataformas online de saúde mental ou de exercícios físicos. Podemos fazer muito pelos nossos empregados, mas eles podem também procurar conselhos fora da empresa e é preciso respeitá-los nessa decisão.

 Ser empáticoproativo e flexível durante essa montanha-russa de emoções e de resultados financeiros.

A Corpo em Ação disponibiliza aulas de ginastica laboral on line para manter a sua equipe unida e produtiva. Também disponibilizamos consultoria psicológica para manter em equilíbrio a saúde emocional da sua empresa.

A voz é o instrumento de trabalho para muitas pessoas, sem ela muitas profissões não seriam possíveis. A voz, sem dúvida, é o principal meio de comunicação, e no dia 16 de abril comemoramos o dia Mundial da Voz. Um dia especialmente escolhido para conscientizar a população geral para preservação da Voz e cuidados com as cordas vocais e laringe.

Conforme o Ministério da Saúde, a voz é produzida na laringe através da vibração das pregas vocais (popularmente conhecidas como cordas vocais), que realizam seu movimento graças ao fluxo de ar que vem dos pulmões na expiração e a ação dos músculos da laringe. Este som vai se modificando na faringe, cavidade bucal, nasal e seios da face. Por fim, é articulado transformando-se em fala.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), estima-se que para cada ano do triênio 2020/2022, sejam diagnosticados no Brasil 7.650 novos casos de câncer de laringe (6.470 em homens e 1.180 em mulheres). Esses valores correspondem a um risco estimado de 6,20 casos a cada 100 mil homens e 1,06 casos a cada 100 mil mulheres. Apesar dos dados serem alarmantes, a taxa de novos casos de câncer de laringe está caindo de 2 a 3% aproximadamente por ano, isso deve-se pela redução de fumantes, ou seja, cada vez mais pessoas estão se livrando do cigarro.

Nossa Voz merece todo cuidado, portanto aqui estão algumas dicas para preservar a saúde dela:

  • Fumar faz mal, então não precisamos nem dizer que o consumo não é seguro para saúde geral e para a voz nem se fala.
  • Ter uma alimentação equilibrada, rica em fibras e proteínas.
  • Beber bastante água e praticar exercícios físicos.
  •  Não gritar em excesso nem em tom agudo. Falar pausadamente.
  •  Não abusar de bebidas gasosas.
  •  Dormir bem.
  •  Comer maçã faz muito bem para a “limpeza” das cordas vocais.
  • Procure respirar sempre corretamente levando ar até o abdômen e expandindo para as costelas. Não eleve os ombros e o peito como se fosse um pombo. O abdômen que tem de se expandir como se estivesse cheio de ar.

Fique atento a alguns sintomas, pois se forem recorrentes é indicado procurar um médico Otorrinolaringologista. Os sintomas são: Alterações na voz, tosse frequente, alterações no timbre, rouquidão com frequência. Quanto antes você buscar ajuda mais rápido será o diagnóstico de algumas doenças e maiores são as chances de reversão do quadro clínico.

Humm! A Páscoa vem chegando e só em ver a imagem do chocolate já deu água na boca, não é mesmo? Ah, mas chocolate engorda, faz mal! Bom, não é bem isso que as pesquisas vêm mostrando nos últimos tempos. O chocolate vem sendo um ótimo aliado para a saúde. Com a chegada da Páscoa, trouxemos algumas informações que consideramos importantes para um consumo consciente desta delícia.

páscoa sem exageros | mariacarambola

O chocolate com maior concentração de cacau possuí menos gordura, açúcar e menos leite, ou seja, ele é mais puro, e se for consumido de maneira adequada traz diversos benefícios . O chocolate é fonte de magnésio, cobre, ferro e manganês. Potássio, zinco e selênio também estão presentes, além de propriedades antioxidantes, que ajudam a acelerar o metabolismo e diminuir a resistência à insulina.

As apresentações de 60 a 99% de cacau, são consideradas mais puras e oferecem mais benefícios a saúde.

O chocolate é um alimento poderoso, ele é rico em antioxidantes e promove diversos benefícios para a saúde:

  1. Prevenção do envelhecimento precoce, AVC e doenças cardiovasculares.

Os  antioxidantes melhoram o fluxo sanguíneo evitando a coagulação do sangue, mantendo as veias limpas melhorando a irrigação do sangue. Estabiliza os níveis de glicose e ajuda a diminuir os níveis de LDL (colesterol ruim). Além disso, ele controla a pressão sanguínea. Cientistas suecos da Universidade de Linkoping, descobriram que chocolates, na versão mais rica em cacau, inibe uma enzima no organismo conhecida por elevar a pressão arterial. O resultado positivo é atribuído às catequinas e procianidinas, antioxidantes encontrados na iguaria.

  • Reduz o apetite.

O chocolate pode ajudar você a sentir-se mais satisfeito e não exagerar na comida. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Chung Hsing, em Taiwan, mostrou que os ácidos fenólicos presentes no cacau podem aumentar a produção do hormônio leptina, que aumenta a sensação de saciedade.

  • Chocolate durante a gravidez pode ajudar a prevenir a pré-eclâmpsia (hipertensão).

 Uma pesquisa da Universidade Yale, nos Estados Unidos, sugere que mulheres que saboreiam a delícia ao menos cinco vezes por semana, estão 40% menos propensas a desenvolver o problema do que aquelas que a consomem menos de uma vez. O composto teobromina, encontrado principalmente em versões amargas e meio amarga, pode ser o responsável pelo benefício.

 Agora que você já conhece os benefícios do chocolate, pode se deliciar à vontade. Mas, é claro que você não é obrigado a consumir chocolates com maior contração de Cacau, se você for optar pelas versões ao leite e branco, consuma com moderação.

CBDOILKaufen.com